olhar versus sorriso
Sempre gostei de observar o mundo à minha volta, sobretudo as pessoas, e desde que comecei a entusiasmar-me pela actividade do sketching noto claramente que tudo começa no olhar.
Olhar com olhos de ver é um requisito necessário para melhor registar no papel e guardar na memória.
Olhar com olhos de ver carece de atenção plena, e essa concentração meditativa tem um efeito terapêutico, zen.
Também é o olhar que distingue o fotógrafo.
O olhar da Gioconda, tal como o sorriso, é especial. Os seus olhos fixam os nossos mas, ao invés de transmitir qualquer tensão, parecem compassivos.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Museu Nacional Ferroviário

De avião vou rápido e longe.

De carro vou à velocidade que quiser pelas estradas que escolher.

De comboio vou distraída. 
Leio, faço tricot, oiço música, escrevo, desenho, posso até dormitar, mas só ligeiramente pois receio perder a estação.

Nestes últimos anos tenho viajado muito de comboio, sobretudo na linha da beira, e foi numa dessas andanças que encontrei um folheto de divulgação do novo Museu Nacional Ferroviário.

Imaginei logo um Entroncamento de linhas, de máquinas, de história, de objectos e estruturas, tudo muito "desenhável".

Partilhei a ideia com a Rita e graças a ela conseguimos organizar este encontro de sketchers.

Claro que fomos de comboio, e não fomos as únicas.

De manhã desenhei coisas grandes como locomotivas e depósitos de água que serviam para abastecer as máquinas a vapor.









O almoço foi uma refeição completa, amavelmente oferecida pela Ordem dos Arquitectos num restaurante local, e deu-nos a oportunidade de fazer os Duelos de Domingo.

De tarde, deambulando pelas salas da exposição no edifício principal, desenhei objectos mais pequenos.









Acho que o encontro foi um sucesso.

A Rita fez uma excelente divulgação do evento e contámos com mais de 60 participantes de várias zonas do País e não só.

Muito e fantásticos desenhos foram partilhados no blog dos Urban Sketchers Portugal. Vale a pena seguir o link.


Sem comentários:

Enviar um comentário